terça-feira, 27 de outubro de 2009

Vomito, hamburgeures e o óbito do potencial

Quer fritar hamburguer? Ótimo! Com certeza não teve nenhum fator genético que te deu talento para fritar hamburguer, mas faça com glória e se assuma: Frito hamburguer mesmo e é o melhor que tem. Juro, eu comeria seu hamburguer uma vez por semana.....

Mas falo daquele ou daquela que vende pra você o mundo inteiro, sob olhar de um especialista, um grande conhecedor, sobretudo um grande ouvinte, muito embora seja um falador. Você compra!! Catso! O dom da venda é o maior que tem. Para vender vc não precisa ser especialista em porra nenhuma, precisa ter o dom da palavra, a arte do convencimento. E um pequeno conhecimneto técnico para atingir esferas maiores.

Se o silêncio precede o esporro, a venda precede a entrega. Venda o mundo inteiro, mas entregue. Premio nobel àquele que vender uma BMW X6 de 300 paus e entrgear uma X3 de 180. (e ó! to sendo bonzinho...porque recebi uma TUCSON de 90 paus) Precisava da X6 porque tenho família grande, preciso de porta malas, preciso de porta trecos para as mulheres, preciso pagar de gatão na balada, preciso ser reconhecido e comparado ao design desse carro. Por isso paguei 300 paus.

Com uma TUCSON eu tenho porta malas, tenho porta trecos para as mulheres, em Itaquera ainda pago de gatão na balada e de certa forma o desgin do carro e eu combinamos. Por 90 paus eu tenho tudo isso. Mas paguei 300.

Errei absurdamente em dizer que tinha 300 paus para X6. Porque por 20 paus você diria que entregaria uma semi nova no jeito que eu queria. Eu teria abraçado.

VOCÊ ENTENDEU PRA QUE EU PRECISO DE X6? VOCÊ ENTENDEU QUE UMA TUCSON NÃO ME ADIANTA EM NADA?

O pior e a parte que mais incomoda é que entre a venda e a entrega, todo mundo falou que você não conseguiria entregar a X6. E vc bateu no peito. Mais uma vez e mais uma vez falhou. Credibilidade deveria ser uma matéria ensinada ainda no ensino básico.

Com muita sorte e um certo dom da lábia, mexi aqui e ali e acabei transformando minha TUCSON numa coisa próxima a X6. Os especialistas logo viram que era um TUCSON. Os leigos tiraram foto do lado do carro, pensando ser uma X6.

E aí meus irmãos, o círculo que já não é muito grande, fecha. Hora que a água começa a bater na bunda, sabe? Hora que divide os que tem uma TUCSON dos que tem uma X6.

Prefira vender uma TUCSON para quem comprar uma TUCSON. É extremamente honesto me dizer que a X6 você não tem, mas sabe quem tem. Eu, sinceramente botei uma fé que na sua loja tinha uma X6. Aliás todos na sua voltam botam essa fé...digo....botavam. Eu não boto mais fé. E eu não corro mais atrás, porque não fosse o aprendizado nas chinquenes em Interlagos essa hora minha cara podia tar no muro.

Que a sua performance não condiz com o seu potencial, está bem claro. Começo questionar o verdadeiro potencial. O potencial sem performance, com um pouco de vontade, faria Eistein fritar belos hamburgueres e garanto, eu comeria toda semana.

Um comentário:

Zari disse...

Forte, agressivo, curti a sua volta. E agora a pergunta que não quer calar:

DONDE ESTAN LOS COMETAS EN CIELO?

Joder tio, que tu mujer ya habla español mejor que ti!

fui